Sobre esta edição


Home - Sobre esta edição

39º PRÊMIO JORNALÍSTICO VLADIMIR HERZOG DE ANISTIA E DIREITOS HUMANOS

Cerimônia de premiação reuniu cerca de 500 convidados no Tucarena, em São Paulo, e foi precedida da 6ª Roda de Conversa com os ganhadores da 39ª edição

Vencedores da edição deste ano do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Foto: Alice Vergueiro Vencedores da edição deste ano do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Foto: Alice Vergueiro

A entrega do 39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos foi realizada na terça-feira, 31 de outubro, no Tucarena, em São Paulo. A cerimônia, aberta ao público, foi comandada pelo jornalista Juca Kfouri e contou com a presença de figuras experientes do jornalismo, jovens repórteres e estudantes de comunicação.

Esta edição, que bateu novo recorde de trabalhos inscritos e aceitos para análise do corpo de jurados, inaugurou as mudanças nos critérios das categorias em relação aos anos anteriores: foram 634 trabalhos enviados por jornalistas, artistas e repórteres fotográficos de 22 estados (+ Distrito Federal) distribuídos pelas cinco regiões do país. Ao todo, foram 14 profissionais premiados e suas respectivas equipes. Foram concedidos 6 troféus de vencedores e 8 diplomas de menção honrosa. Todo o material premiado encontra-se disponível para consulta pública no link: http://premiovladimirherzog.org.br/vencedores-2017.asp

Confira abaixo o ranking das inscrições

1) Arte: ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos publicados em veículos impressos ou eletrônicos (41)
2) Fotografia: Foto ou série fotográfica publicada em veículos impressos ou eletrônicos (107)
3) Produção jornalística em texto: Reportagens em texto publicadas em veículos impressos ou eletrônicos (218)
4) Produção jornalística em áudio: Reportagens ou documentários em áudio (40)
5) Produção jornalística em vídeo: Reportagens ou documentários em vídeo (124)
6) Produção jornalística em multimídia: Reportagens multimídia publicadas na internet (104)

Homenageados

Desde 2009, a Comissão Organizadora indica personalidades para serem agraciadas com o Prêmio Especial por relevantes serviços prestados às causas da democracia, paz e justiça. Neste ano, foram homenageados com o Prêmio Vladimir Herzog Especial três grandes nomes que representam a luta em defesa dos direitos humanos no Brasil: os jornalistas Rose Nogueira, Tim Lopes (in memoriam) e D. Paulo Evaristo Arns (in memoriam) - ícone na luta pela democracia e liberdade – foi ele quem presidiu o ato ecumênico que reuniu cerca de 8 mil pessoas na Catedral da Sé, em 31 de outubro de 1975, em repúdio ao assassinato de Vlado.

Fernando Pacheco Jordão, jornalista, amigo de Vladimir Herzog e patrono do Prêmio Jovem Jornalista, falecido em setembro deste ano, também foi homenageado na cerimônia. “Temos hoje uma edição marcada pela tristeza e pelo luto. Perdemos há um mês e meio o grande jornalista Fernando Pacheco Jordão que todos os anos nos encontrava neste momento de celebração, resistência e valorização da democracia, cidadania e direitos humanos”, disse Paulo Zocchi, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), ao proferir o discurso oficial da cerimônia em nome da Comissão Organizadora.

Roda de conversa

Iniciativa pioneira na história de um prêmio jornalístico no Brasil, as Rodas de Conversa com os Ganhadores do Prêmio Vladimir Herzog são organizadas, desde a primeira edição, pelos jornalistas Sergio Gomes e Aldo Quiroga, com mediação de Angelina Nunes e Paulo Oliveira. Reconhecida como atividade educativa integrante do Prêmio Vladimir Herzog, o propósito da Roda de Conversa é incentivar a troca de experiências e compartilhar os bastidores das matérias premiadas. Tudo é organizado para colocar à disposição de estudantes e estudiosos do jornalismo o conhecimento sobre métodos e procedimentos que estão "por baixo" de algumas das reportagens reconhecidas como das mais importantes da imprensa brasileira.

6° roda de conversa

Neste ano, a 6ª Roda de Conversa aconteceu no Tucarena, na tarde de 31 de outubro, sob coordenação da OBORÉ, Instituto Vladimir Herzog, Abraji e TV PUCSP, com o apoio da Anhanguera e de um pool de cobertura e transmissão formado por: TV PUCSP/ Canal Universitário de São Paulo, TV FEPESP, Rádio Brasil Atual, OBORÉ I Projeto Repórter do Futuro e equipe de comunicação da Abraji, do Sindicato dos Jornalistas de SP e Instituto Vladimir Herzog.
Assista aqui ao vídeo da 6ª Roda de Conversa

Sobre o Prêmio

Criado em 1978, o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos foi uma iniciativa da família Herzog, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Comitê Brasileiro de Anistia, Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, Movimentos de Anistia, FENAJ-Federação Nacional de Jornalistas e Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo. Seu intuito é reconhecer e premiar anualmente jornalistas que, por meio de seu trabalho, contribuem para a promoção dos direitos humanos, cidadania e democracia, homenageando personalidades, profissionais e veículos de comunicação que se destacam na defesa desses valores fundamentais.

O Prêmio Vladimir Herzog é promovido e organizado, atualmente, por treze instituições: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Rio; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Conectas Direitos Humanos; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ; Instituto Vladimir Herzog; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil/Secção São Paulo, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, Periferia em Movimento, Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Intercom.
Confira a cobertura fotográfica do evento: (Fotos de Alice Vergueiro)

SAIBA MAIS

39º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
- Sessão Pública de Julgamento | Divulgação dos resultados
Comissão organizadora. No dia 9 de outubro (segunda-feira, das 10h às 14h), a Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos esteve reunida para a escolha dos vencedores desta 39ª edição na Câmara Municipal de São Paulo / Sala Oscar Pedroso Horta, em sessão pública e transmissão ao vivo pela internet. Foto: Ruam Oliveira

Quem foi o Júri de 1ª etapa


Arte Gual - Gualberto Costa (SP) - Artista gráfico
Jal - José Alberto Lovetro (SP) - cartunista
Nemércio Nogueira (SP) - Diretor do Instituto Vladimir Herzog, jornalista, publicitário e profissional de Relações Públicas
Áudio Andrea Trigueiro (PE) - - Jornalista, professora da Universidade Católica de Pernambuco, especialista em Direitos Humanos, Docência do Ensino Superior e doutorado em Comunicação. Diretora do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco.
Arlete Taboada (SP) - Jornalista, mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e professora nos cursos de Rádio, TV, Internet e Jornalismo na Universidade São Judas Tadeu e na FAPCOM.
Carina Paccola (PR) - Jornalista com experiência em redação de jornais impressos, rádio, tevê e em assessoria de imprensa. Mestre em Ciências Sociais pela UEL. Diretora do Sindicato dos Jornalistas do PR.
Foto Alice Vergueiro (SP) - Fotógrafa / Fotojornalista
Elvira Alegre (PR) - Fotojornalista desde 1975, atuou no jornal Ex., onde cobriu, com exclusividade, o velório e enterro do Vlado. Passou também pela TV Bandeirantes, TV Record e Rede Globo, onde trabalhou com Fernando Pacheco Jordão no Globo - Repórter.
Tarso Sarraf (PA) - Repórter fotográfico há 26 anos, dos quais 12 foram dedicados ao fotojornalismo em redação. Já passou pelos grandes jornais da capital Paraense e colabora periodicamente com a mídia nacional e internacional.
Multimídia Clayton Pascarelli (AM) - Jornalista investigativo, apresentador do programa Cidade Alerta de Manaus, da TV A Crítica, afiliada à Rede Record. Especialista em Jornalismo Investigativo pela ESPM e diretor da ABRAJI..
Fábio Oliva (MG) - Jornalista investigativo e membro da atual diretoria da Abraji
Luiza Bodenmüller (SP) - Jornalista, assessora de comunicação na Conectas Direitos Humanos. Há sete anos trabalha com jornalismo com foco em direitos humanos, com passagens pela Agência Pública, HuffPost Brasil, Rede Justiça Criminal, Centro de Referência para Refugiados da Caritas Arquidiocesana de SP.
Regina Ferreira (BA) - Jornalista, ex diretora do Sindicato dos Jornalistas da Bahia.
Texto Alana Rizzo (SP/DF) - Jornalista com passagens por redações como Época, Veja, O Estado de S. Paulo e Correio Braziliense. Cobre política, direitos humanos e acompanha de perto os grandes escândalos de corrupção do país. É diretora da Abraji e Journalist in Residence do Stigler Center (University of Chicago).
Carmen Pereira (RJ) - Jornalista, Professora e Pesquisadora, Doutora em Memória Social (UNIRIO). Secretária da Comissão Nacional de Ética (CNE/FENAJ) e Diretora de Formação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ)
José Nunes (RS) - Diretor internacional da FENAJ, diretor e secretário do Conselho Deliberativo da Associação Riograndense de Imprensa e ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS entre 2007 e 2013. Atuou por mais de 20 anos em redação de jornais, entre eles Zero Hora e Jornal VS.
Marília Poletti (ES) - Jornalista, Diretora da Federação Nacional dos Jornalistas
Paulo Oliveira (BA) - Jornalista, ex diretor da Abraji e hoje responsável pelo site www.meussertoes.com.br
Vídeo Angelina Nunes (RJ) - Jornalista, conselheira da Abraji e professora universitária
Fabiana Moraes (PE) - Jornalista, documentarista e professora do curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Pernambuco.
João Paulo Brito (SP) - Jornalista, assessor de produção audiovisual na Conectas Direitos Humanos, e correspondente da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, que atua em parceria com a Folha de S. Paulo, Global Voices e Rede Nossa São Paulo.
Suzana Tatagiba (ES) - Jornalista, diretora do Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo e da FENAJ.

O Prêmio | Trabalhos Premiados | Prêmios especiais | Rodas de Conversa | Sobre a edição | Regulamento | Inscrição | Contato

Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
2018 - Todos os Direitos Reservados